top of page

O grande Sol Central


Este texto é apenas para aqueles que sentem que tem algo a mais e que não tem a pretensão de acreditar que somos os únicos que habitam essa galáxia.

O grande Sol central é uma nomenclatura para nos referirmos ao ponto de origem de tudo, o provedor primário.
Como humanos, nosso racional precisa entender assimilando noções de tempo e espaço, e para tal, encontramos formas de expressar em palavras coisas que só podem ser entendidas quando sentidas.
Leia esse texto e SINTA se faz 'sentido', se não fizer, apenas descarte.

O Sol Central é como um útero que gerou tudo que há, as galáxias gravitam ao seu redor, atraídas e manifestadas pela magnitude de sua vibração/energia.
Antes de construir uma casa, nós temos em nossa mente apenas a ideia do que será, a promessa de ser uma casa. Estruturamos, arquitetamos, colocamos energia nisso, encontramos um espaço e por fim, manifestamos: a casa se torna real. Ela aparece. Ela se cria. O que antes era só uma energia, agora existe.
Com essa mesma ideia podemos entender um pouco do que é esse 'sol central'... era a promessa de ser do universo que descansava antes de se tornar real. Determinou-se que ali seria um ponto central de onde tudo emanava, de toda a criação. É onde tudo surge e para onde tudo retorna.

Partindo desse ponto central que emana energia, o espaço, "o nada", o "vazio", capta essas energias e manifesta dando origem às galáxias. O que nutre e sustenta as galáxias é esse SOL Central, estas por sua vez gravitam ao seu redor.
Essas galáxias são como 'sóis centrais' menores que criam no espaço, sistemas solares, estes por sua vez, gravitam ao redor das galáxias que os nutrem e sustentam.
Os sistemas solares, também possuem um sol central e um espaço onde estão localizados os planetas. No caso de nosso sistema solar, o sol central é uma estrela conhecida como SIRUS.
Cada um destes sóis, são auto geradores de energia através de suas polaridades positiva e negativa, incandescentes em seu interior e se esfriam na periferia e da mesma forma, foram gerados os planetas. E também da mesma forma, nós fomos gerados, com átomos que vibram e emanam frequências através dos movimentos subatômicos de cargas positivas e negativas (prótons e elétrons).


Ou seja, percebam que é a mesma estrutura que vai se dividindo em "proporções menores".
Tem um "solzão" início da coisa toda, que cria as galáxias e essas são como um 'sol médio' que cria os sistemas solares, e cada um destes tem um 'solzinho' central que rege e nutre os planetas e as demais estrelas.
(Xente, explicação super resumida e simplista no intuito de facilitar o entendimento...)
Entendam isso em forma de macrocosmos e microcosmos.
E não para por aí... quem seria o 'sol central' do planeta Terra?
Isso mesmo: o nosso SOL (esse amarelinho que brilha, esquenta e faz marquinha de biquíni). Ele que nutre e rege nossa vida por aqui. Ele que sustenta e emana as energias para nós.
É uma 'hierarquia solar'.

Nós recebemos essas influências e estamos conectados a elas, através do nosso Chakra cardíaco (o do coração).
Essas energias que vem do 'solzão' central, vão sendo diluídas até penetrarem em nosso interior. Se as recebêssemos diretamente nosso corpo se desintegraria tamanha a potência de sua vibração.
Então qualquer movimento de expansão, ou alteração da vibração desses sóis todos, nós as percebemos, da maneira mais sutil, em doses 'homeopáticas'.
Por isso se fala que está acontecendo uma expansão maciça na Terra, por isso se fala que estamos recebendo novas frequências, por isso eu costumo brincar que "estão atualizando nosso HD interno", por isso que pessoas tem sentido tonturas, enjoos, dores de cabeça, sono/insônia, questões vindo à tona para serem resolvidas...o universo está sempre expandindo e evoluindo e nós também. É inevitável. É um percurso natural para tudo e todos.
Quanto mais resistência colocamos, mais intenso e desafiador ficará esse processo para nós.
Quanto mais estudamos, conhecemos e nos conectamos a essas informações, mais fácil fica, pois o conhecimento é poder.

Por Flávia Borges Magalhães


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page