top of page
  • Foto do escritorFlabm

Karma


Ressignificando o Karma - um dos textos mais significativos que você irá ler.

Isso só pode ser Karma!
Atirei pedra na cruz certeza!
Agora o karma vem... (sentença dita normalmente desejando o mal-estar do outro ou coisas negativas, se eximindo da responsabilidade de estar emanando esse tipo de energia)

Enfim, você já ouviu falar sobre karma, já culpou o karma, já se desesperou com o karma ou já acreditou que o karma não te atinge (e certamente já responsabilizou algo ou alguém no externo pelo seu "karma").
O tal do Karma, está muito mal interpretado e direcionado.

Vamos acabar com essa palhaçada e entender melhor o que isso quer dizer, pura e simplesmente.
Karma significa basicamente que cada ação tem uma reação e que sua ignorância (ou seja, aquilo que você não conhece, não lembra ou que não está consciente), não te liberta das consequências.

Cada vez que você pensa em algo e concentra sua atenção e seu sentimento ali, isso gera uma frequência, então uma energia/entidade com 'vida própria' surge.
Fruto de sua criação, imaginação.
Mas ela não é visível, pois é uma energia, uma vibração. E fica ao seu redor, no seu campo. Você não pode vê-la, mas consegue sentí-la se prestar atenção.
Quanto mais você pensa e sente aquilo, mais "forte" essa entidade vai ficando, pois você está alimentando ela através daquilo que pensa e sente, ou seja, a sua energia, foco e concentração nisso, são fonte de "alimento" e nutrição para esta criação. Ela não é, inicialmente, nem boa, nem ruim. É você, com seu julgamento e crenças, que irá determinar a qualidade dessa criação.
Se você pensa e logo cancela aquele pensamento ou não coloca seu foco ali, isso se desfaz e vira novamente "frequência em estado zero", ou seja, não tem forma, nem "personalidade"/características.

A essas entidades/energias criadas por nós, alguns chamam de formas pensamentos.
E algumas coisas podem acontecer com elas. Vou explicar, antes entenda uma coisa, ação não significa neste contexto, que você tem que fazer alguma coisa, o próprio ato de pensar já é uma ação. Este conceito é importante para que você tome suas responsabilidades e faça as alterações necessárias, para se "libertar do karma".
Vamos lá, leia com muita atenção o que está escrito abaixo. Te levará a um nível de consciência e percepção que, se você permitir e assumir a responsabilidade, mudanças gigantescas acontecerão na sua vida.

1- Se sua criação envolver outras pessoas e elas estiverem sintonizadas com essa vibração, isso chega até elas e interfere no campo delas, mesmo que você "não tenha tido a intenção de machucar ou prejudicar alguém". Lembre-se: o próprio ato de pensar, já é uma ação.
Se a energia de criação de sua forma pensamento foi negativa de QUALQUER FORMA QUE SEJA, e a pessoa em algum nível estiver com "energia baixa", estressada, triste, ou simplesmente não acordou em um bom dia, por exemplo, isso irá chegar até ela COM CERTEZA e irá afetá-la.
Por exemplo: se você cria algo na sua mente e coloca ali energia de preocupação com determinada pessoa (acontece muito com pais e mães), e a pessoa x não estava em um bom dia, muito provavelmente o fruto de sua criação irá se manifestar e tornar-se realidade.
NÃO importam aqui quais justificativas e racionalizações você dê para se libertar da "culpa". Você emanou algo para alguém, essa frequência chegou lá nesse alguém e deu ruim… sua responsabilidade, e isso gera um "karma", uma reação a sua própria ação.
Por isso é tão importante cuidar, orar e vigiar, aquilo que você pensa e cria com sua mente, porque isso tem poder!
NÃO importa se você não desejou o mal, não importa o quanto você me explique que não queria que isso acontecesse... a energia não se importa com isso, ela não julga: "aaaa essa frequência aqui é ruim, fulano não merece aquilo, então não vou lá", ela só faz o que é de sua natureza fazer: encontrar uma outra onda com a mesma frequência, sintonizar e tornar real/material.
Frequências ruins encontram frequências igualmente baixas. Não importa se a característica é a mesma, o que importa é a ressonância.
Por exemplo: eu emanei em meus pensamentos uma criação e eu estou com muita raiva de alguém e a pessoa não estava com raiva, mas estava triste. Ambas as frequências são baixas, então elas sintonizam e algo acontece de ruim.
Isso é a mesma coisa que "fazer um trabalho" ou encomendar macumba, feitiços etc. para outras pessoas. A ÚNICA diferença é que: macumba tem um ritual, usa elementos (galinha, vela, objetos etc.), e o seu pensamento não tem ritual, só isso. O efeito é EXATAMENTE O mesmo!
Portanto, energias de raiva, medo, preocupação, inveja, fofoca, ciúmes e por aí vai... tem EXATAMENTE o mesmo efeito sobre as outras pessoas.
Outro exemplo: você morre de ciúmes de alguém. Fica procurando a todo tempo uma prova, uma justificativa para seus ciúmes e possessividade, "stalkeando" redes sociais, controlando o telefone da pessoa e tudo mais. A pessoa estava lá, fiel e te respeitando e sequer estava pensando nisso..., mas você emanou tanto essa frequência que um belo dia, ela começa a entrar no campo da pessoa e alterar sua postura, e a pessoa te trai, sem mesmo querer fazer isso. Agora me diz, de quem é a responsabilidade???

Você só fez o outro ser culpado por aquilo que você já tinha como certo na sua mente: água mole, pedra dura. Aquela energia que você criou só achou um receptáculo. AAAAAAA Flávia, mas quem não quer não faz... certo. Mas o que eu disse antes? Pode ser que um belo dia a pessoa não acordou em um bom dia, ou muito frequentemente se irritou com sua tamanha perseguição, e isso fez com que a frequência dela abaixasse e se tornasse apta a receber aquilo que VOCÊ estava emanando para ela o tempo todo. Eu sinto muito em te informar, SUA RESPONSABILIDADE. E de novo, eu digo, aqui não importam suas justificativas ou explicações.

Obviamente não é necessário "passar a mão" na cabeça e eximir a pessoa de sua responsabilidade, das consequências de suas ações. Mas isso é dela. Aqui, estamos trabalhando com a sua consciência e responsabilidade pelo que tem criado em sua mente.

Agora que você já sabe disso, procure pensar quantas pessoas você já desejou mal "só em pensamento", veja quanto mal você já espalhou por aí, para si e para os outros, e quantas "macumbas" você fez, por consciência ou ignorância. Comece a pedir 'perdão'* para tudo e todos, inclusive a você. Faça isso com seu pensamento e coloque tanto sentimento e energia, assim como você colocou na criação maldosa e descuidada de sua mente.

*Perdão = uma perda grande, ou seja, se liberte daquilo que já pode ir.

2- Segundo Newton, uma ação gera uma reação de igual força e intensidade. Porém, não é bem assim que funciona.
Quando emanamos qualquer tipo de frequência, ela sai por aí buscando outra onda, outra frequência igual. As duas coincidem e colapsam, ou seja, se tornam reais. E existem infinitas ondas de possibilidades vagando por aí.
Vamos supor que você emanou uma onda de energia para x pessoa, com determinado sentimento (raiva, ódio, amor, preocupação, ciúmes, cuidado, desejo de melhoras, tanto faz... tudo que estou dizendo aqui funciona tanto para características positivas quanto negativas).
Até chegar nessa pessoa, essa onda de energia encontrou mais 10 frequências iguais, então nesse caminho ela vai acumulando essas frequências e quando chega no destinatário, a pessoa recebe essa frequência potencializada por todas as frequências de igual padrão pelo caminho. Ou seja, não chega na mesma intensidade emanada, chega sempre maior, com mais força.
Chegou lá na pessoa, ela recebeu o "presente", ou seja, sintonizou com aquela energia, acontece algo com ela (de bom ou de ruim).
SE ela não estava receptiva ao "presente", assim como um bumerangue... essa energia retorna ao remetente também potencializada, e ali encontra a ressonância - a mesma vibração que foi enviada, o que faz com que as ondas colapsem - se juntem- e o que foi emanado inicialmente se torne real = karma. SÓ que, potencializado.
Agora, imaginem quantas pessoas no mundo estão vibrando na escassez e na maldade? Na inveja e no ciúme? E tantas outras coisas negativas?
Aqui se forma o "inconsciente coletivo". Se você emana/cria uma forma pensamento negativa a respeito de qualquer coisa ou de qualquer pessoa, imagine quantas ondas as outras pessoas estão emanando na mesma frequência e quanto poder e força essas ondas juntas tem?
E imagina, tudo que você emana para si ou para os demais, dá uma voltinha por aí, "recolhe"/se junta com todas essas frequências ruins e retorna para você multiplicado?
Você é capaz de sustentar e lidar com seus pensamentos menos nobres?
Você pode nunca ter matado alguém, mas passou muito tempo ressoando na raiva, no ódio por alguma pessoa... se alguém te mata/te fere, dá para culpar o karma ou a outra pessoa?
OLHA O TAMANHO de nossa responsabilidade sobre nossas próprias vidas, pensamentos e sentimentos?
Obviamente, todas as outras pessoas que estão pensando, sentindo ou fazendo o negativo, também serão responsabilizadas pelos seus atos, pensamentos e sentimentos. MAS isso não é da sua conta!!!!
O que você precisa se dar conta URGENTEMENTE é aquilo que você está criando, pois afeta imensamente a você e aos demais, mais do que você imagina!
Não é que você, como humano, vai começar a reprimir seus sentimentos (porque isso também não funciona e só te aprisiona), ou fingir que não sente nada e que não tem nada acontecendo. E nem que pensamentos ruins nunca mais surgirão em sua mente.
Significa que agora que você tem conhecimento, você tem poder. Você pode se permitir expressar os seus sentimentos sem que isso afete o outro... só pelo tempo suficiente de colocar para fora, sem reprimir, sem machucar a si e aos demais. Você pode prestar mais atenção no que pensa e cancelar pensamentos que não condizem com a realidade que você deseja.
É seu poder e também sua responsabilidade!

3- Quando mantemos uma criação por muito tempo ou com muita intensidade, alimentamos e damos força e poder a ela. Aí ela começa a se tornar mais densa..., ou seja, menos energética, menos vibração e mais matéria.
Isso interfere no nosso campo e começa a gerar e alterar nossos comportamentos e ações no plano físico.
Por exemplo: por muito tempo você ouviu que você era preguiçoso. Após um tempo você começou a acreditar nisso e repetir para si mesmo... eu sou preguiçoso, estou procrastinando, não estou fazendo isso e aquilo outro… e mesmo nos seus momentos de lazer e descanso você começou a se cobrar... isso tudo foi alimentando aquela frequência, e ela fica tão forte que se torna real... mesmo que você queira fazer algo ou acorde com energia para fazer algo, aquela frequência age no seu campo dizendo: "você é um procrastinador lembra? Não pode fazer isso... é melhor olhar essa borboleta voando ali..."
Ou seja, essas formas pensamentos que alimentamo se tornam, mais hora menos hora, nossos comportamentos e junto com nosso sistema neural criam gatilhos muito fortes. Resumindo, o karma é tão somente o resultado dessas criações. O procrastinador, nada faz, ou seja, nunca alcança os resultados desejados, então o "karma" é nunca ter nada de bom.
Eu dei um exemplo. Mas pare e pensa em tudo que você alimentou e acreditou ser verdade. Veja quantas formas pensamentos você tem cultivado, nutrido e criado… algumas já estão adultas e tão fortes, tão densas, que fica quase impossível lidar com elas.
Nesse caso, uma poderosa limpeza energética e um bom trabalho de reprogramação mental, irão te ajudar a sair desse padrão e diminuir a força e intensidade dessas criações.
Perceba, como você é exatamente igual a Deus. Você tem o poder de criar, mas ao invés de criar mundos que te favorecem, você cria coisas horríveis para si e para os demais. Pois bem, antes você não sabia disso... agora que você já sabe, esse conhecimento te traz um poder enorme!!! Faça bom uso!

Por Flávia Borges Magalhães
@flabm
35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page